Informações técnicas


Este blog é dedicado à divulgação das atividades do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé do Colégio Militar de Porto Alegre.

Localização

Rua Cleveland, 250, bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Rio Grande do Sul – Brasil

30º03’55”SUL 51º13’04”OESTE

Altitude: 75m

Características óptico-físicas do telescópio Celestron C11

Sistema óptico: Catadióptrico Schmidt-Cassegrain; Abertura (D): 11pol (279,4mm); Distância focal do espelho primário(F): 110,2 pol (2799,1mm); Razão focal (número f) = F/D: f/10; Maior aumento útil: 660X; Menor aumento útil: 42X; Poder de resolução (s) = 11,6”/D: 0,42”; Resolução fotográfica: 200 linhas/mm; Poder de concentração de luz: 1593X; Magnitude visual limite m lim = 2,5 . log (D / 6,2) 2 + mVS: 14,7; Foco próximo com ocular: 60’; Foco próximo com câmera: 60’; Comprimento do tubo óptico: 25 pol (635,0mm); Massa: 27,5 libras (12,5kg).

Características óptico-físicas do telescópio Celestron CPC800

Sistema óptico: Catadióptrico Schimidt-Casegrain; Abertura: 8pol (203,2mm); Distância focal: 2032mm (80”); Número f: f/10; Maior aumento útil: 480X; Menor aumento útil: 29X; Poder de resolução: 0,57”; Resolução fotográfica: 200linhas/mm; Poder de concentração de luz: 843X; Magnitude visual limite: 14,7; Comprimento do tubo óptico: 17”; Massa: 42 libras (19,1kg).

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Alunos do CMF visitam Observatório Capitão Parobé


   Na noite chuvosa de 22 de novembro de 2012 o Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé recebeu a ilustre visita de um grupo de 43 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e três oficais do Colégio Militar de Fortaleza (CMF) que estão conhecendo as belezas de nosso estado. Chefiava a delegação o Cel Ronei, professor de Matemática do CMF.
   Apesar do tempo nublado e da leve chuva reinante aos alunos e professores do CMF foi apresentada a proposta de educação extra curricular trabalhada no Clube de Astronomia. Foram feitos comentários sobre algumas das atividades realizadas no Clube e ressaltou-se a importância do Observatório como poderosa ferramenta de motivação no processo de ensino e aprendizagem como um todo. Foramapresentadas as justificativas pela localização do Observatório com indicação dos pontos cardeais. Aspectos relativos à interferência que causa na observação do céu a umidade relativa do ar e a poluição luminosa das cidades foram vivenciados "ao vivo" e in loco.
  Apresentamos as instalações, o logotipo do Observatório, os telescópios CPC-800 e CPC-1100 com a câmera de CCD instalada, bem como os outros acessórios e equipamentos que estão sempre à disposição do público visitante.
   Ao final da visita, os visitantes foram agraciados com o cartão-postal comemorativo dos dez anos do do Observatório para levar como lembrança da visita e com a condição de contribuir na divulgação dos assuntos da astronomia, quando retornarem ao CMF.
 

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Clube de Astronomia realiza palestra para alunos e professores da UCS Campus Bento Gonçalves


Na noite do dia 20 de novembro de 2012 os porfessores do Clube de Astronomia do CMPA, Luiz Carlos GOMES e 1º Ten Gentil Cesar BRUSCATO, realizaram palestra para mais de 40 alunos e professores do Curso de Geografia Física da Universidade de Caxias do Sul, Campus de Bento Gonçalves. A palestra, que iniciou às 19h45 e findou às 21h00 teve por título "O despertar pelo fascínio do universo: as contribuições da astronomia na escola" colocando como tema a motivação educacional para a organização de clubes de astronomia em escolas de ensino fundamental e médio. Foi apresentada uma sequência de slides que versavam sobre a história do Clube de Astronomia do CMPA, a história do Observatório Capitão Parobé e sugestões de páginas da internet para o estudo da astronomia, bem com uma discussão pedagógica sobre as finalidades, as intenções e a inserção de um clube de astronomia no rol de atividades extra-curriculares de uma escola. Após a palestra, no período entre 21h30 e 22h30 o público dirigiu-se para o pátio do prédio onde, orientados pelos professors Gomes e Bruscato, participaram de observações do céu utilizando o telescópio CPC-800 do CMPA. Numa noite de céu limpo e temperatura agradável, com grande espanto, alegria e emoção os alunos e professors puderam olhar para os acidentes geográficos do terminador da Lua (que nos apresentou um belo quarto-crescente), as plêiades, o planeta Júpiter e um olhar epecial para a estrela Canopus. A palestra constituiu evento de abertura da Semana Acadêmica do Curso de Geografia daquela Universidade.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

VIII Jornada Espacial - 1º Dia


Ten Victor, Al alff e Al Hagemaister,diretamente do Centro Tecnológico da Aeronaútica.
19 de novembro de 2012.

  Começamos a manhã de segunda feira nos deslocando para o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) onde fomos separados em dois grupos: Um composto por professores e outro por alunos, que deveriam participar de duas oficinas.
  A primeira oficina se tratava de uma palestra sobre o Contexto Histórico da Corrida Espacial. Nesta oficina, o Dr José Bezerra Pessoa Filho (IAE/DCTA) nos trouxe diversos aspectos relacionados aos motivos que conduziram o homem a se lançar no infinito do espaço,  impulsionados por guerras, desavenças raciais e uma incrível corrida tecnológica entre Estados Unidos e Rússia, encorpados pelos mais sábios cientistas do mundo.
  Na segunda oficina, o Dr Petrônio Noronha de Souza (AEB) nos brindou com uma bela palestra sobre os desafios de se construir Satélites e Plataformas Espaciais. Nesta oportunidade, pudemos conhecer e sentir orgulho do belo trabalho desempenhado pelos nossos cientistas.
  Na jornada da tarde fomos novamente distribuídos em dois grupos (alunos e professores). Neste momento, tivemos a oportunidade de realizar a Visita ao Centro de Visitantes, acompanhados da professora Mirian Vicente (IMPE). Nesta seção tivemos contato com maquetes de satélites e projetos de satélites realizados pelo Brasil ao longo de seus mais de 50 anos de história espacial.  Observamos também a localidade de diversas estações de pesquisa do INPE espalhadas por todo território nacional, bem como os objetivos bem definidos de nosso país em dominar esta nobre tecnologia.
  Por fim, acompanhados da professora Mirian Vicente realizamos uma Visita ao Laboratório de Integração e Testes, onde percebemos o imenso e refinado trabalho realizado por nossos cientistas nos diversos testes aplicados não só a satélites, mas também atendendo a solicitações de diversas empresar ligadas a desenvolvimento tecnológico no teste de seus equipamentos, servindo de referência em todo mundo quanto ao rigor, tecnologia e precisão neste belo trabalho.
Aguardamos ansiosos as próximas atividades do dia de amanhã!