Informações técnicas


Este blog é dedicado à divulgação das atividades do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé do Colégio Militar de Porto Alegre.

Localização

Rua Cleveland, 250, bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Rio Grande do Sul – Brasil

30º03’55”SUL 51º13’04”OESTE

Altitude: 75m

Características óptico-físicas do telescópio Celestron C11

Sistema óptico: Catadióptrico Schmidt-Cassegrain; Abertura (D): 11pol (279,4mm); Distância focal do espelho primário(F): 110,2 pol (2799,1mm); Razão focal (número f) = F/D: f/10; Maior aumento útil: 660X; Menor aumento útil: 42X; Poder de resolução (s) = 11,6”/D: 0,42”; Resolução fotográfica: 200 linhas/mm; Poder de concentração de luz: 1593X; Magnitude visual limite m lim = 2,5 . log (D / 6,2) 2 + mVS: 14,7; Foco próximo com ocular: 60’; Foco próximo com câmera: 60’; Comprimento do tubo óptico: 25 pol (635,0mm); Massa: 27,5 libras (12,5kg).

Características óptico-físicas do telescópio Celestron CPC800

Sistema óptico: Catadióptrico Schimidt-Casegrain; Abertura: 8pol (203,2mm); Distância focal: 2032mm (80”); Número f: f/10; Maior aumento útil: 480X; Menor aumento útil: 29X; Poder de resolução: 0,57”; Resolução fotográfica: 200linhas/mm; Poder de concentração de luz: 843X; Magnitude visual limite: 14,7; Comprimento do tubo óptico: 17”; Massa: 42 libras (19,1kg).

domingo, 19 de julho de 2015

Aluno do CMPA parte para a Indonésia para participar de Olimpíada Internacional de Astronomia em Astrofísica

Na tarde de hoje o aluno Pedro Henrique da Silva Dias partiu para a cidade de Yogyiacarta, em Java, Indonésia, para participar da 9thInternational Olympiad of Astronomy and Astrophysics (9th IOAA), entre 26 de julho e 4 de agosto, conforme cronograma exibido no site do evento:

Arrival of Participants and Observers, 26 July 2015
Opening Ceremony (at the evening), 27 July 2015
The Competition 28 July, 2 August 2015
Excursion and Closing Ceremony, 3 August 2015
Departure, 4 August 2015

O aluno Pedro Dias, como já foi divulgado em reportagem anterior foi selecionado em abril para compor a equipe de cinco alunos brasileiros para participar da 9th OIAA. Desde aquela data o aluno Pedro Dias, do Terceiro Ano do Ensino Médio, tem dedicado a maior parte do seu “tempo livre” para se preparar para essa olimpíada. Para tanto tem estudado em casa e participou de dois encontros de preparação promovidos pela equipe de professores organizadores e acompanhantes da equipe olímpica brasileira, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Na última semana de aula, devidamente autorizado pela Sub-Direção de Ensino do CMPA, o aluno Pedro Dias não compareceu às aulas regulares do Terceiro Ano para poder mergulhar completamente nos estudos de astronomia e astrofísica. Fez do Laboratório de Física sem local de estudos lá passando as manhãs e tardes com a mesa cheia de livros e acessos eletrônicos, bem como dispondo da ajuda dos professores de física que por lá se encontravam.


Desejamos sucesso ao aluno Pedro Dias, que mais uma vez vai representar o CMPA numa jornada internacional envolvendo astronomia e astrofísica, duas disciplinas não curriculares no ensino brasileiro.


Veja mais:

http://www.cmpa.tche.br/index.php/noticias/41100-aluno-parte-para-a-indonesia-para-competir-pelo-brasil-na-olimpiada-internacional-de-astronomia

http://clubedeastronomiacmpa.blogspot.com.br/2015/04/alunos-do-cmpa-selecionados-para.html



Lua, Vênus, Júpiter e Regulus comandam espetáculo no céu

No final da tarde e início de noite do dia 18 de julho de 2015, A lua-crescente, o planeta Vênus, o planeta Júpiter e a estrela Regulus propiciaram aos apreciadores do céu um raríssimo espetáculo no céu. Para quem olhou a configuração formada pelos quatro astros conseguiu presenciá-los configurando uma cruz, a exemplo do Cruzeiro do Sul. Em foto tirada com meu iPhone às 18h51, da rua Domingos Martins, frente ao número 546, Bairro Floresta, Porto Alegre, observamos a lua-crescente, Vênus (a mais brilhante, de cima), Júpiter (a brilhante mais inferior) e a mais fraquinha à direita, a Alfa-Leo, ou Regulus, da constelação do Leão, formam uma cruz, a imitar a constelação Cruz (Cruzeiro do Sul). Somando-se a isso, Vênus e a Lua quase formam o crescente islâmico da bandeira da Turquia.