Informações técnicas


Este blog é dedicado à divulgação das atividades do Clube de Astronomia e do Observatório Astronômico Didático Capitão Parobé do Colégio Militar de Porto Alegre.

Localização

Rua Cleveland, 250, bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Rio Grande do Sul – Brasil

30º03’55”SUL 51º13’04”OESTE

Altitude: 75m

Características óptico-físicas do telescópio Celestron C11

Sistema óptico: Catadióptrico Schmidt-Cassegrain; Abertura (D): 11pol (279,4mm); Distância focal do espelho primário(F): 110,2 pol (2799,1mm); Razão focal (número f) = F/D: f/10; Maior aumento útil: 660X; Menor aumento útil: 42X; Poder de resolução (s) = 11,6”/D: 0,42”; Resolução fotográfica: 200 linhas/mm; Poder de concentração de luz: 1593X; Magnitude visual limite m lim = 2,5 . log (D / 6,2) 2 + mVS: 14,7; Foco próximo com ocular: 60’; Foco próximo com câmera: 60’; Comprimento do tubo óptico: 25 pol (635,0mm); Massa: 27,5 libras (12,5kg).

Características óptico-físicas do telescópio Celestron CPC800

Sistema óptico: Catadióptrico Schimidt-Casegrain; Abertura: 8pol (203,2mm); Distância focal: 2032mm (80”); Número f: f/10; Maior aumento útil: 480X; Menor aumento útil: 29X; Poder de resolução: 0,57”; Resolução fotográfica: 200linhas/mm; Poder de concentração de luz: 843X; Magnitude visual limite: 14,7; Comprimento do tubo óptico: 17”; Massa: 42 libras (19,1kg).

domingo, 4 de outubro de 2015

Aluna conquista Ouro para o Brasil na 7a Olimpíada Latino Americana de Astronomia (7a OLAA)


Imprimir
(Escrito por Cel Araujo na página eletrônica do CMPA)

A aluna Ana Paula Lopes Schuch, do 3º Ano do EM, está finalizando seu ciclo no Colégio Militar de Porto Alegre com chave de ouro, ou melhor, com uma medalha internacional de ouro.
Integrando a equipe de cinco estudantes que representou o Brasil na VII Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (VII OLAA), e única menina no time canarinho, Ana Paula conquistou a medalha de Ouro e também as distinções de melhor prova individual e melhor prova de foguetes. A equipe brasileira levou cinco medalhas na competição. Além de Ana Paula, Gustavo Guedes Faria, Renner Leite Lucena e Vitor Gomes ganharam ouro, e Leonardo Martins ficou com prata. Gustavo teve a maior nota geral dentre os 38 participantes de oito países.
A Olimpíada Latino Americana de Astronomia e Astronáutica - OLAA - é um evento acadêmico e científico sobre astronomia e ciências afins, em que cerca de 10 países latino-americanos se encontram para compartilhar conhecimentos, criar links de comunicação e colaboração, conhecer e trocar experiências educacionais, práticas de ensino e promover o desenvolvimento dos conhecimentos científicos em Astronomia e Astronáutica. A OLAA foi fundada em 2008 e, em 2009, o Brasil realizou sua primeira edição.
A VII OLAA foi realizada no Brasil entre os dias 27 de setembro a 4 de outubro de 2015 no Hotel Fazenda Ribeirão, localizado a 200 km da cidade do Rio de Janeiro, entre as cidades de Barra do Piraí e Vassouras, contando com equipes representantes da Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, da Bolívia, Colômbia e do México. A equipe brasileira foi composta pelos cinco melhores alunos da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) do ano passado, selecionados entre 100 mil estudantes do Ensino Médio.
Essa olimpíada científica tem provas teóricas individuais e em grupos de três alunos de países diferentes. Há uma prova individual de reconhecimento do céu dentro de um planetário e uma prova de céu real envolvendo o manuseio de telescópio. Outra prova em grupo, também multinacional, visa à construção de uma base de lançamento de foguetes, além do próprio foguete, e a simulação do lançamento. Tudo é feito com garrafas Pet.
Professor entusiasmado & aluno dedicado: um binômio de sucesso
Ana Paula é uma das mais destacadas e laureadas alunas do CMPA em olimpíadas científicas, sendo multimedalhista de ouro em várias competições locais e nacionais, principalmente de Matemática, Física e Astronomia. Além de ser uma estudante inteligente e dedicada, também é membro da Legião de Honra do Colégio Militar, destacando-se ainda pela simplicidade, humildade, simpatia e auxílio aos colegas.
Seu Orientador é o Professor Mestre Luiz Carlos Gomes, criador e orientador do Clube de Astronomia, que, desde o ano de 2001, já teve oito alunos selecionados para representar o Brasil em olimpíadas internacionais dessa área.
Saiba mais sobre a OLAA e sobre o percurso astronômico do CMPA em 2010/2015 no linkhttp://bit.ly/1Oe1x0e
.
Equipe brasileira
.
Premiação
.
Com os professores responsáveis
.
Equipes participantes
.
Prova observacional no Planetário
.
Al Ana Paula e Prof Gomes, em plena preparação para a OLAA